Tag Archives: Hotel Conquista

Rua 2 de Julho com Hotel Conquista

944369_381480288623991_1046714891_n
Clique para ampliar

Rua 2 de Julho
Subindo, em direção ao Hotel Conquista e Praça Barão do Rio Branco, na década 70.

Foto: http://tabernadahistoriavc.com.br/rua-da-varzea-atual-rua-2-de-julho/

Igrejas e hotéis

Praça Caixeiros Viajantes
Clique para ampliar

Praça Caixeiros Viajantes, com o Posto Esso Brasília, 1ª Igreja e Hotel Aliança em construção.

Foto: http://www.blogbaiaodedois.com/2012/11/vitoria-da-conquista-joia-do-sertao.html

Hotel Conquista

600911_380983662006987_1915798780_n

Sobrado do Coronel Paulino Fernandes de Oliveira

Construído de 1890 a 1906. Destruído em 1973. No local foi erguida a sede do Banco do Brasil, inaugurada em 1978.

Suas paredes de “adobão” mediam um metro de espessura e seu madeiramento foi todo extraído na fazenda, distante dez quilômetros de Conquista.

Foi residencia , casa comercial no térreo, redação e oficina do jornal A Palavra, Colégio São José, Clube Conquistense, Rádio Clube, Cento Espírito, Coletoria Federal e a partir de 1929 Hotel Conquista

Esquina da Rua Grande e posteriormente Praça Barão do Rio Branco e Praça Silva Jardim.

Foto e informações: http://tabernadahistoriavc.com.br/coronel-guge-o-lider-politico-de-conquista-no-inicio-do-seculo-xx/ e http://tabernadahistoriavc.com.br/hotel-conquista-o-primeiro-hotel-da-cidade/

 

 

Foto: http://bit.ly/13YOYvd

Aérea 1, 1937 – Rua Grande, o começo

 
Foto do final da década de 1930, possivelmente 1937, quando a catedral estava em construção. Possivelmente pelo avião do próximo post.
 
Acervo do Museu Regional de Vitória da Conquista.
 
Uma das fotos mais incríveis de Conquista na década de 1930. As duas principais praças do centro ainda são um descampado chamado Rua Grande, onde era realizada a Feira. No alto, à esquerda o Poço Escuro, de onde descia o Rio Verruga,  onde nasceu a cidade depois do massacre dos índios.
 
Sobre esta foto, relato de Maria Angélica, filha de dona Zaza, moradora de um dos sobrados da Rua Grande:
 
‘Foi meu marido quem mandou fazer essa ampliação. Eu também já cedi uma cópia pro museu. Foi o primeiro avião quando veio aqui. Que fotografou a cidade. Essa vista. É uma vista aérea. Aqui oh! Aqui é a Rua do Cruzeiro. Aqui já é lá em cima. Aqui é a mata do córrego. Passava por fora e por dentro do quintal daqui de casa. Essa mata é fundo de quintais. Aqui. Eram três pinheiros, ‘altão’ que eu lhe mostrei, que ficava quase em frente a igreja. Esse em frente ao Bradesco e esse em frente a rádio clube. No meu tempo já tinha o prédio da rádio clube. Tinha o pinheiro. O daqui morreu, o dali morreu e quando eles dividiram a praça e fizeram esse quarteirão, cortaram o pinheiro pra fazer ali a Rua Maximiliano Fernandes. ” http://www.mestradohistoria.com.br/imagens_sys/EDENAIR_ROCHA.pdf
 
 

Sobrado Paulino Fernandes de Oliveira, possivelmente anos 30

sobrado

Facebook-icon (1)
Clique no f para ver comentários no facebook

Sobrado do Coronel Paulino Fernandes de Oliveira

Construído de 1890 a 1906. Destruído em 1973. No local foi erguida a sede do Banco do Brasil, inaugurada em 1978.

Suas paredes de “adobão” mediam um metro de espessura e seu madeiramento foi todo extraído na fazenda, distante dez quilômetros de Conquista.

Foi residencia , casa comercial no térreo, redação e oficina do jornal A Palavra, Colégio São José, Clube Conquistense, Rádio Clube, Cento Espírito, Coletoria Federal e a partir de 1929 Hotel Conquista

Esquina da Rua Grande e posteriormente Praça Barão do Rio Branco e Praça Silva Jardim.

Foto e informações: http://tabernadahistoriavc.com.br/coronel-guge-o-lider-politico-de-conquista-no-inicio-do-seculo-xx/ e http://tabernadahistoriavc.com.br/hotel-conquista-o-primeiro-hotel-da-cidade/