Araucárias da Rua Grande

Araucária
Clique paera ampliar

De acordo com os textos abaixo, de Ruy Medeiros e de Luís Fernandes, podemos estimar que esta foto seja do final da década de 30, possivelmente 1939.

Ruy Medeiros:

”…em 1932, na gestão do Prefeito Arlindo Mendes Rodrigues, a casa de Oração, já Igreja Matriz, foi demolida. Um pouco mais acima do local onde fora edificada, na mesma praça (Rua Grande, Praça da República, hoje Praça Trancredo Neves) foi construído um templo bem maior, em linhas neogóticas – a atual catedral de Nossa Senhora da Vitória, cuja pedra fundamental foi lançada em 15 de agosto de 1932, em missa do Côneco Exupério Gomes.
Tal como o templo anterior, a construção do novo prédio foi demorada. Somente em 1944, acompanhada de Casa Paroquial, considerou-se terminado o trabalho de edificação.”

http://ruymedeiros.blogspot.com.br/2012/05/noticia-davelha-casa-de-oracao.html

Diz Luís Fernandes:

“Em 16 de maio de 1938 é colocada a cruz de cimento no alto da torre da Igreja e no dia 31 do mesmo mês é inaugurada a nova Matriz. A primeira missa foi celebrada pelo Padre Nestor Passos da Silva, Vigário da Freguesia que foi substituído pelo Frei Egídio. De junho a dezembro de 1940, foi vigário o padre Florêncio Sizínio Vieira, mais tarde Bispo de Amargosa e Conquista, sendo também vigário Frei Benjamim de Vila Grande e Frei Apolônio.”

http://tabernadahistoriavc.com.br/segunda-igreja-matriz-foi-inaugurada-em-1938/

Foto:http://www.sudoestenarede.com.br/v1/2010/07/05/uma-praca/#more-11365

Uma dúvida. Quantas araucárias haviam na Rua Grande no final da década de 30?

Segundo o blog Taberna da História do Sertão,  no final dos anos 30 eram duas araucárias plantadas em 1981. Mas as fotos apresentadas como se fosse de duas árvores, indicam, na verdade, uma só,  fotografrada em direção à Igreja e em direção ao outro lado da Rua, ao sobrado que hoje é a  Câmara. A árvore ficava mais ou menos onde foi construídoo o Hotel Albatroz. Haviam  duas outras Araucárias frondosas na década de 20, uma próxima da igreja e outras no final da Rua Grande, que aparecem nesta foto aqui. 

30 Rua-Grande.
Clique para ampliar

Fonte: http://tabernadahistoriavc.com.br/conto-photographico-as-araucarias-da-rua-grande/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s